Fastest-Pesquisa-Neuromarketing-logo.png

Inteligência Artificial no Marketing

 

"Inteligência Artificial no Marketing", tema explorado pelos palestrantes: Andrew Kislov, CEO/Fundador da FasTest Neuro Solutions, inc | BSc em Psicologia Cognitiva, MSc em Neurociência Cognitiva, Doutorando em Neurociência Cognitiva (ICN HSE). Membro da Federação das Sociedades Europeias de Neurociência e na Sociedade de NeuroEconomia; Menno van der Steen, Fundador SilverLabs | ex Diretor de Dados IPG Mediabrands e Barbara Pederzolli, Consultora Sênior de Estratégia & Insights | Ex Diretora de Insights na Coca-Cola além de Gillette/ P&G, Kraft Foods/ Mondelez.

 

Três profissionais experientes de diferentes lados do processo de marketing e publicidade compartilham sua própria experiência de trabalhar com Inteligência Artificial através do prisma da mídia, insights do consumidor e Neuromarketing on-line.

 

Menno aborda que a inteligência artificial resolve todos possíveis problemas e desafios pois as máquinas são capazes de ter aprendizados e experimentos autônomos que impulsionam novas estratégia. Para compreender o mundo, todos sentidos devem ser cobertos: reconhecimento visual, linguagem, audição, toque, paladar e olfato. Desta forma, para criar esta Inteligência Artificial, é essencial conhecer como o ser humano funciona.

 

Gartner realizou uma pesquisa com 3000 Diretores de Tecnologia na qual foi identificado que 37% das empresas implementaram algum tipo de inteligência artificial, 54% declaram que falta de conhecimento trava o crescimento da empresa, 52% das empresas de telecom usam chatbots e que houve um crescimento de 270% no período de 4 anos após a implantação de IA.

 

FasTest-Pesquisa-de-Neuromarketing-Inteligencia-Artificial-Menno.jpg

Hoje, Inteligência Artificial aplicada no Marketing é basicamente:

  • Chatbots para atendimento de clientes
  • Assistentes virtuais para suporte a compras
  • Recomendações baseadas em comportamento e informações de produto
  • Detecção e prevenção de fraudes e fake news
  • Conteúdo personalizado e automatizado
  • Anúncios baseados em perfis comportamentais dos consumidores
  • Conteúdo de etiquetas que facilitem a busca do produto
  • Mídia programática

 

Menno realizou um experimento utilizando 13mil anúncios em imagens com a Inteligência Artificial do Google (https://cloud.google.com/vision/docs/drag-and-drop), para obter informações e criar um modelo que prevê CTR.

 

A inteligência artificial também traz oportunidades para marcas como um aplicativo desenvolvido para sugerir criações com peças de Lego. Basta tirar uma foto das peças soltas que ele identifica cores, tamanhos, formatos e quantidade e são sugeridas montagens possíveis.

 

As promessas da Inteligência Artificial são:

  • Aumento da produtividade em 40% até 2035 com a automação do processo de compra e venda
  • Orçamentos mais precisos podem aumentar a lucratividade de campanhas de Marketing em 38%
  • Personalização rápida e mais precisa da comunicação para os consumidores
  • Produção de conteúdo automatizada
  • Novas oportunidades para branding e Experiência do usuário (UX)

 

Andrew aborda o processo de pesquisa e o divide em alguns pontos chave:

 

FasTest-Pesquisa-de-Neuromarketing-Inteligencia-Artificial-Andrew-Kislov-1.jpg
  • Dor para realização da pesquisa: qual é o melhor conceito criativo para uma campanha ou como alocar orçamento em diferentes vídeos, por exemplo.
  • Identificação da pesquisa apropriada: focus groups, entrevistas em profundidade, pesquisas quantitativas, Big Data, experimentos de Neuromarketing
  • Recrutamento para identificar os possíveis respondentes para realização da pesquisa. Já existem plataformas de recrutamento automatizadas que funcionam como o Uber dos painéis, que permitem que online sejam selecionados respondentes de maneira rápida e acessível.
  • Coleta de dados: realização de perguntas, captura de atividade cerebral, movimento ocular ou microexpressões faciais. Para a realização de questionários com IA é possível realizar todo processo de perguntas através de um robô. Este robô possui inteligência suficiente para estabelecer uma conversa de maneira natural pelo telefone com o respondente. No caso de pesquisas de Neuromarketing, contamos com mapeamento das microexpressões faciais através de uma webcam cujas informações são enviadas para os algoritmos da ferramenta, totalmente online.
  • Análise dos dados. Andrew compara experimentos com eyetracking realizados em laboratórios presenciais e online que, tem precisão praticamente idêntica sendo que na versão web tem suas análises realizadas por Inteligência artificial com custo infinitamente menor que as experimentos convencionais.
  • Geração de ideias e recomendações: com a Inteligência artificial não existe o viés dos pesquisadores, mas as recomendações são baseadas em dados
  • Relatório final

 

O futuro é conectar todas as ferramentas de conhecimento para obter melhores resultados:

FasTest-Pesquisa-de-Neuromarketing-Inteligencia-Artificial-Andrew-Kislov-Futuro.jpg

Barbara inicia sua apresentação afirmando que usava ferramentas de Inteligência artificial e Machine Learning no ano 2000 na Kraft e Neuromarketing, em 2016, na Coca Cola. No entanto hoje é o momento certo para essas ferramentas interagirem com a sociedade, pois ela já está madura o suficiente para isso.

 

A IA pode facilitar as funções até hoje realizadas por humanos com maior agilidade, além de acelerar compreensões como identificação de expressões faciais, por exemplo. Inteligência artificial pode aumentar as capacidades humanas e vice-versa trazendo enorme vantagens em questões como agilidade, automação e novas métricas.

FasTest-Pesquisa-de-Neuromarketing-Inteligencia-Artificial-Barbara-Pederzolli.jpg.png

Para o Marketing, IA é muito importante para ajudar no processo de decisão através da coleta e análise de dados. A execução de um planograma perfeito bem como a efetividade de campanhas de marketing podem trazer resultados otimizados para o negócio.

 

Em uma experiência na realização de um pré-teste, onde o desafio era escolher entre duas peças de uma marca para uma campanha, em um curto período. Neste caso o experimento de Neuromarketing online atendeu prontamente sua necessidade visto que foi realizado muito rapidamente com o resultado obtido da leitura de microexpressões faciais. O relatório foi capaz de prever a versão que melhor traria resultado para o negócio. Esse tipo de experimento não permite racionalizações de respostas, por isso que é fundamental para a tomada de decisão.

 

A fórmula de sucesso de um não é a de outro. É muito importante definir objetivos claros para que todas as ferramentas disponíveis possam auxiliar na solução dos problemas individuais. Nada substitui a inteligência humana no que tange a ideias e construção de estratégias.

 

No YouTube é possível assistir a gravação deste webinar: